Páginas

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Protesto contra o desembargador Constantino Brahuna toma conta das redes sociais


Do blog do Nezimar Borges

Um dos assuntos mais comentados nas redes sociais desta quarta-feira, 23, foi sobre a retomada do julgamento dos deputados, Moisés Souza e Edinho Duarte, acusados de corrupção pelo Ministério Público, além de outras séries de crimes cometidos quandos estes comandavam a Assembleia Legislativa.

A decisão do Tribunal de Justiça do Amapá, TJAP, ainda não é definitiva, pois o julgamento foi mais uma vez adiado por causa do pedido de vistas do desembargador Luis Carlos.

Os desembargadores Agostinho Silvério, Gilberto Pinheiro e Constantino Brahuna, Já haviam votado pela não aceitação da denúncia feita pelo MPE. Enquanto que Raimundo Vales votou com a decisão original da então desembargadora Sueli Pini de acatar denúncia contra os parlamentares. A polêmica ocorre porque recentemente, por força de liminar do Supremo Tribunal Federal, STF, o desembargador  Brahuna voltou a ocupar o lugar da desembargadora Sueli Pini. Mais. Mudou radicalmente  a decisão da relatoria dela, na qual aceitava a denúncia contra os deputados.

Por isso que a decisão do desembargador Constantino Brahuma causou repulsa em muitos internautas nas redes sociais nesta quarta-feira, muitos não aceitam a rejeição da denúncia, visto que, para eles, as provas apresentadas pelo MPE contra os deputados acusados são vastas e irrefutáveis.

Na rede social Twitter e facebook houve pedidos exaltados pela saída de Contantino Brahuna e pela volta de Sueli Pini. A rastag #Fora_Brahuna_TJAP e #Volta_Sueli_Pini foram as mais citadas durante todo dia de ontem no Amapá.

Há quem diga que o desembargador Brahuna sofrerá novamente processo no Conselho Nacional de Justiça, CNJ, por causa de suspeição que será feita pelo MP. Ele é acusado de manter relaçãoes "estranhas e inconfessáveis" com o deputado Moisés Souza. Isso causou indignação em vários usuários nas redes sociais que protestaram contra a decisão do desembargador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário